Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quiosque do Ken

O REGRESSO DE JUDITE DE SOUSA

Não costumo escrever muito sobre estes temas. Mas a verdade é que fiquei horrorizado com o que se escreveu e com as críticas menos simpáticas sobre o regresso de Judite de Sousa ao écran. Tal como milhares de pessoas, também eu assisti à entrevista de Judite a Cristiano Ronaldo. Não foi nada do outro mundo, Judite de Sousa estava nervosa. Estava! Não é normal? É!

 

Todos nós, individualmente e à sua maneira, sentimos tristeza e desgosto pela perda de Judite. Lembro-me perfeitamente da voz da minha mãe, horrorizada, quando me informou do sucedido. Ligou-me em estado de choque referindo que nenhum pai deveria passar pela dor de perder um filho. É certamente uma dor incalculável de um tamanho tão grande que se aproximará do VAZIO. 

 

Voltando ao regresso de Judite: a sensação com que fico, é que fosse nesta entrevista a Cristiano Ronaldo, ou noutra situação qualquer, todos nós teríamos os olhos postos na fragilidade de Judite de Sousa. Todos nós estaríamos atentos ao seu comportamento, à forma como iria regressar. É impossível tirar essa centralidade e atenção do foco Judite.

 

No entanto, e teremos todos que entender e que perceber que a Judite de Sousa, que conduziu aquela entrevista, é hoje uma mulher diferente do que foi outrora. Jamais será a mesma certamente. Isso não é necessariamente mau. Para mim continua a ser uma excelente profissional, e uma jornalista com quem todos simpatizam e que a maioria gosta e quer voltar a ver no écran.

 

O menos bom deste regresso foi sem dúvida a falta de solidariedade e os comentários desnecessários, vazios de conteúdo, de valores e sem qualquer sentido construtivo. O que esperavam? Que o regresso fosse igual ao outrora? Não poderia ser. Fosse nesta ou noutra entrevista qualquer. Não perceber isso revela ignorância...Não há um tempo definido para se ultrapassar e para se esqueça a dor de perder um filho. E a Jornalista Judite de Sousa tinha de voltar...este regresso certamente far-lhe-á bem.

 

Como qualquer profissional, a Jornalista e mulher Judite de Sousa tem direito a recomeçar a sua vida no mesmo ponto de partida. Uma vida que verá e viverá de outra forma certamente, mas com o mesmo profissionalismo de sempre. Ela como outro ser humano qualquer merece essa oportunidade. 

 

Há uma frase de uma amiga jornalista, que apanhei algures a circular na internet que resume tudo na perfeição: "Judite voltou no tempo dela e com a dor dela. Somos todos demasiado exigentes com as pessoas fortes. É como os pais com os filhos: muitas vezes não desculpam aos filhos mais fortes o mesmo que toleram aos mais fracos."

 

Judite de Sousa regressa hoje mais uma vez ao écran. E ainda bem. Enquanto espectador cá estarei deste lado para a apoiar.

O Quiosque do Ken está também no FACEBOOK e INSTAGRAM.

6 comentários

Comentar post